Entrevista com a Raquel Recuero no Monitorando

Muito legal esta entrevista com a Raquel Recuero no blog Monitorando. A resposta dela que mais me chamou a atenção foi esta:

Você atua num programa de mestrado na área de Letras, um campo essencialmente ligado à Educação. Como as redes sociais podem contribuir para os avanços educacionais, em especial na realidade brasileira?
O espaços sociais que temos na rede auxiliam em um processo de comunicação mais amplo, tanto nos aspectos informativos (acesso à notícias, informações, serviços e etc.) quanto naqueles conversacionais (debates, discussões, etc.). Assim, também são espaço potenciais para a educação e o espírito crítico. Do meu ponto de vista, ainda fazemos um uso muito modesto das tecnologias na educação. Claro, é necessário um cuidado na exposição e na construção desses processos, mas poderíamos usar mais os sistemas que já existem em sala de aula. Se tu olhares para o Orkut, por exemplo, vais ver que ali há exemplos da cultura de toda a sociedade brasileira. Há pessoas em lugares menos favorecidos que estão lá, com seus perfis, suas comunidades, suas percepções culturais. Há uma quantidade expressiva de jovens e adolescentes que usam o sistema.  As pessoas vão construindo uma cultura ali, vão incorporando aqueles signos no seu dia a dia. No entanto, insistimos em ignorar essas práticas, focando sistemas “idealizados” para a educação e a chamada inclusão digital, que muitas vezes não refletem a experiência, os interesses e apropriações das pessoas. Penso que é preciso pensar a educação como espírito crítico e apropriação *a partir* dessas práticas.

Eu não podia concordar mais. 🙂 Acho que uma das grandes falhas no modelo atualmente utilizado para o uso das TICs na Educação é a insistência por “descolar” esta pática do uso corriqueiro que as pessoas já fazem das tecnologias.

O livro “Redes Sociais na Internet”, de autoria da Raquel, pode ser encontrado nas livrarias e num site especialmente criado para o seu download.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *